Comprar & Vender

topo
  1. Dicas na venda do seu Piano
  2. Guia para a compra de um Piano usado
  3. Dicas para a compra de um Piano novo

Dicas na venda do seu Piano

Onde e Como?

  1. Colocar um Anúncio

    Você pode pôr um anúncio do seu piano no jornal diário ou semanário, jornal local, etc. Às vezes também aparecem anúncios de pessoas que querem comprar pianos. Também pode encontrar um comprador procurando nos classificados.

    Outra alternativa será afixando cartazes com o piano e números de telefone de contacto, nas lojas, nos cafés, escolas, nas bibliotecas ou em qualquer lugar público onde as pessoas possam ver o seu anúncio.

    Esteja preparado para responder a perguntas dos interessados, como: Que marca é? Qual o tamanho? Em que condições está? Idade? Quando foi afinado pela última vez? Que arranjo precisa ele, se precisa?

    Anúncios na Internet podem ser úteis, também. As vantagens são:

    • Geralmente mais baratos do que anúncios impressos;
    • Pode escrever uma descrição muito mais detalhada;
    • Podem ter uma audiência muito maior;
    • Pode incluir uma imagem do seu piano;
    • As pessoas que vêem este tipo de anúncios estão a olhar especificamente para pianos sem ter que ver outros tipos de mercadoria na parte de classificados de um jornal.
  2. Contactar um técnico de pianos

    Alguns técnicos de pianos podem estar no mercado para comprar determinado tipo de pianos que possam recuperar para vender. No entanto, são geralmente muito particulares os tipos de pianos que estão interessados em comprar. Outros técnicos podem oferecer um negócio do tipo “à consignação”, através da ajuda da sua rede de contactos com uma taxa específica ou uma percentagem de referência do preço de venda. O piano poderá ficar na sua casa para visita, ou noutros casos ser levado para a loja do técnico onde pode ser visto com outros pianos.

  3. Tente uma loja de pianos novos ou usados

    Se procurar nas páginas amarelas, poderá encontrar negociantes de pianos que poderão estar interessados no seu piano.

    Se estiver com ideias de vender o seu piano com a intenção de comprar um melhor, a maioria de negociantes de pianos oferecem trocas. No entanto, conseguirá sempre um preço mais elevado vendendo a particulares.

  4. Telefone para uma empresa de transporte de pianos

    Este é um último recurso se todos os outros falharem. Muitas empresas de mudanças comprarão pianos usados, mas não espere ganhar muito com o piano. Mas se está a tentar ver-se livre dele, pelo menos não cobrarão para o retirar de sua casa, e pode receber algum dinheiro adicionalmente.

Quanto devo eu pedir pelo meu piano?

Vender o seu piano a um particular é sua melhor possibilidade em conseguir o preço mais elevado. Você é limitado quando a negociar com um negociante de pianos ou uma empresa de transporte.

Para encontrar o actual valor de mercado do seu piano, você pode mandar um técnico de pianos executar uma avaliação detalhada. Esta é a maneira mais exacta de determinar o valor de um piano, porque depende da idade dele, da condição da parte exterior, da estrutura e das peças internas, e as condições de mercado na sua área. O custo para uma avaliação pode variar de 50 € a 100 €.

Dicas

Mande afinar o piano e certifique-se que tudo funciona razoavelmente antes de por um anúncio

Este é um pormenor que a maioria das pessoas negligenciam. Você pode pensar: por que devo eu pagar para ter o piano afinado e/ou regulado se tiver que ser afinado/regulado depois do transporte?

Eis porquê: você venderá o seu piano mais rapidamente e por um preço muito mais elevado!

A maioria das pessoas que compra um piano usado sabe tão pouco sobre os seus aspectos técnicos, que quando encontram um instrumento que esteja desafinado ou tem algumas teclas que não trabalham correctamente, não sabem se é ou não um problema maior ou menor, ou como o piano soará depois de afinado. Os potenciais compradores rejeitarão frequentemente um piano perfeitamente bom por causa de problemas relativamente insignificantes.

Se pelo menos afinar o piano – e melhor, também fazendo pequenas reparações antes de vendê-lo, você eliminará todos os problemas que possam distrair um comprador. Os proprietários de pianos que fazem isto vendem sempre o seu piano mais rapidamente e por um preço mais elevado do que aqueles que não o fazem, recuperando facilmente as despesas de afinar e de reparações menores efectuadas.

Estar preparado para responder a perguntas sobre o seu piano

Que marca é ele? De que tamanho é o piano? Em que condições está? Que idade tem? Quando foi feita a última afinação? Que trabalhos necessitam de ser feitos no piano, se é que precisa? Sabe a história desse piano? Onde foi comprado? Foi transportado para algum sítio? O piano tem alguma particularidade ou história especial no seu passado?

A maior parte das pessoas têm reacções emocionais com os pianos, e amam ouvir tantos detalhes quanto possíveis. A sua sabedoria e confiança atrairão potenciais compradores quando respondem ao seu anúncio, e quanto mais eles souberem sobre o piano, mais se tornarão interessados nele.

Vêem extras com o piano?

O banco? Protectores para as rodas que protegem os soalhos? Partituras que você nunca usará? Talvez um metrónomo que você não precise mais?

Estes extras podem ajudar a vender o piano, e você pode ajustar o preço de acordo com eles.

Mostrar o piano num ambiente agradável

Apresentação

  • Espanar, limpar e lustrar o piano e as suas teclas;
  • Remover todos os objectos de cima do piano (o comprador pode desejar ver por dentro e o acesso é por cima);
  • Certifique-se que há luz suficiente para que assim o comprador possa inspeccionar a condição do piano, e conseguir ter luz suficiente para tocar;
  • Tentar fazer o quarto onde o piano está tão atractivo quanto possível. Se o ambiente do quarto não combinar completamente com a beleza e a qualidade do piano, muitos compradores podem não se convencer do elevado preço de venda deste.

Conforto

  • Deixe um espaço amplo em torno do piano para que o comprador possa ter bastante espaço para puxar o banco para traz, sentar-se e tocar ou ver a parte de trás do piano sem nenhum impedimento;
  • Ter o quarto com uma temperatura confortável. Um piano num quarto que esteja demasiado quente ou demasiado frio fará não só com que o comprador se sinta incómodo, como também fazer-lhes imaginar se o piano foi sujeito a grandes variações de temperatura e de humidade (o pior inimigo do piano).

Privacidade e Silêncio

  • O comprador está concentrando, e necessita ouvir o som do piano e focar-se nos detalhes no processo de tomada de decisão. Crianças a brincar, cães a ladrar, televisões ou rádios com o volume muito alto, ou qualquer outro ruído devem ser inexistentes;
  • Após ter respondido às perguntas do comprador, pergunte se quer ficar sozinho por algum tempo para que possa tocar piano e pensar sem uma audiência. Dê-lhe tempo e deixe que ele o chame quando estiver pronto com uma decisão;

O seu preço é realístico?

Se você seguir todas as dicas acima descritas e ainda assim não conseguir atrair um comprador, talvez o preço que está a pedir esteja bastante fora do valor de mercado. Embora você possa ter pagado bastante por ele, os pianos desvalorizam. E infelizmente, o valor sentimental que você lhe uniu pode não significar nada ao potencial comprador.

Mais uma vez, se você necessitar de ajuda para determinar o valor de mercado actual do seu piano, chame um técnico de pianos para o inspeccionar e para lhe dar uma avaliação detalhada (50 € a 100 €).

Guia para a compra de um Piano usado

Se só pudéssemos dar um conselho ele seria: Mande um técnico inspeccionar um piano usado antes de decidir a compra!

Você compraria um carro usado sem pedir a um mecânico que o visse primeiro?

Os pianos envelhecem da mesma forma que as casas ou as pessoas. Quando tem 80, 90 ou 100 anos necessitam sempre de muito trabalho, cujo custo excederá o preço de muitos pianos novos.

A maioria das pessoas que compram pianos velhos focalizam primeiramente a sua atenção no som, esquecendo-se do complexo sistema mecânico controlado pelas oitenta e oito teclas. Este mecanismo desgasta e os componentes de substituição são caros. Quanto mais velho o piano, mais provável é que a máquina esteja muito gasta, tendo por resultado o “toque” que é ruidoso e muito inconsistente.

Todas as decisões de compra de piano são uma mistura de três componentes: um bom instrumento musical para longo prazo, uma peça de mobília que você gosta ou pode aceitar, e uma quantidade de dinheiro gasta não excessiva. Pode sacrificar uma parte para ter vantagem numa outra, mas lembre-se que um piano é algo com que vai viver por muito tempo; é importante ser confortável com ele musicalmente, financeiramente, e cosmeticamente também.

A maioria das pessoas paga demasiado por pianos velhos. Infelizmente, um comprador ingénuo pode ver pianos novos para 4.000 € e um velho para 800 € e pensa que é um bom negócio. Na realidade pagarão bem mais se o piano precisar de milhares de Euros de reparação, regulação e afinação.

Não pense que os pianos envelhecem como os violinos e guitarras. Ao contrário dos violinos e das guitarras, as cordas de um piano criam literalmente toneladas de tensão que fazem mossa nos tampos harmónicos, pontes, e cepos (pin block – onde as cavilhas de afinação são fixadas), fazendo envelhecer um piano bem mais rapidamente do que outros instrumentos de corda. Além disso, não existe nada entre os seus dedos e as cordas de um violino ou a guitarra, mas quando você toca piano, você expressa-se através de uma máquina muito complicada que, como todas as máquinas, desgastam quando usadas.

Muitos pais pensam que qualquer piano velho servirá para as suas crianças que começam a estudar piano. Se estes pais soubessem tanto sobre pianos como de bicicletas veriam que as suas crianças estariam a ponto de usar uma bicicleta com pneus vazios, um quadro torto, e as rodas torcidas.

Muitos anúncios no jornal que parecem ser pessoas particulares que vendem pianos são realmente negociantes, e elas estão vendendo, geralmente, pianos duvidosos tanto a nível mecânico como de afinação. Convém recordar que já o iludiram uma vez com um anúncio enganador. Uma vez mais, se você gostar do que vê, do som e do toque do piano, traga um técnico para inspeccionar a sua condição estrutural e mecânica antes de se decidir a comprar.

Se você se apaixonar pelo encanto do móvel e o trabalhado de um piano antigo, então é algo como apaixonar-se por uma casa antiga. O custo da restauração vale a pena, mas fará a casa (piano) bem mais cara que a maioria das casas (pianos) novas. É verdade que muitos pianos antigos foram construídos maravilhosamente, e felizmente a sua tecnologia não evoluiu em cem anos, assim os componentes estão ainda disponíveis, e nas mãos de um bom reconstrutor um piano velho pode ficar novo outra vez.

Dicas para a compra de um Piano novo

Comprar um piano novo pode ser uma experiência torturante. Com tantas marcas, estilos e características, onde começar? Bem, pelo principio:

Considerações iniciais:

Em geral, é uma boa ideia comprar um piano ligeiramente de mais alta qualidade do que você pensa que merece. Se houver diversos pianistas na família, apontar a compra para o mais avançado. Um piano de alta qualidade é um investimento excelente, e manterá o seu valor. Assim, se desistir de tocar piano, pelo menos pode voltar a vende-lo a um preço razoavelmente perto de o que você pagou por ele.

Espaço

Pianos verticais necessitam de cerca de 1.5 m de cumprimento x 1.5 m de profundidade (espaço para o pianista e o banco)

Os pianos de cauda necessitam um espaço de aproximadamente 1.5 a 2.2 m de largura. O comprimento requerido variará de 1.4 a 2.9m, dependendo do modelo, mais outros 0.6 m para o pianista e o banco. Convém certificar-se que o piano pode ser colocado longe das fontes de calor e de frio como radiadores, respiradouros de aquecimento, ar condicionado, a luz solar directa e a lareiras.

Dinheiro

Compre o piano vertical mais alto ou o piano de cauda mais comprido que conseguir. Cordas mais longas e tampo harmónico maiores, melhor o som.

Piano de cauda ou vertical?

O espaço, o dinheiro e a eficiência serão os factores decisivos aqui. Os pianos de cauda são geralmente instrumentos superiores aos verticais. A máquina de um piano de cauda permite uma repetição mais rápida das notas, e um melhor controlo, mais subtil da expressividade e som do que os pianos verticais. A excepção a esta regra é o do “baby grand”. Qualquer piano de cauda com comprimento inferior a 1.5 m deverá ser evitado como um instrumento bom. Um piano vertical bem alto soará melhor, por um preço bem mais barato.

Quais as melhores marcas?

O mercado de pianos de hoje é inundado com milhares de pianos que vêm de países como os Estados Unidos, Áustria, Alemanha, República Checa e Eslovaca, Coreia, Japão, Indonésia, China e Rússia. Com tantos modelos e preços que oferecem características tão diferentes para segmentos diferentes do público, é impossível generalizar a qualidade de um tipo sobre outro. Links para os principais fabricantes podem ser encontrados clicando aqui. Como sempre, antes de comprar o piano, mande inspecciona-lo por um técnico independente, que lhe possa dar a informação do modelo e das características de fabrico do piano que está a considerar comprar.

Peça de mobiliário

Apesar de ser importante ficar contente com um bom aspecto exterior do instrumento, não deixe este ser o factor decisivo na compra do instrumento musical. Deixe que a qualidade da construção, o som e a sensação do teclado sejam o juiz final.

Comprar nas redondezas

Não tenha pressa

Planeie gastar tempo com a procura de locais de venda de pianos, e prometa a você mesmo que não tomará uma decisão antes que ver todos os pianos possíveis. Visite todos os principais vendedores de pianos disponíveis para si. Toque em todos os pianos possíveis, do melhor ao pior, até para ter uma ideia das diferenças no toque e no som. Você pode aprender muito sobre o que gosta tocando em pianos que ou você não tem recursos para, ou que são demasiado pobres na qualidade para si.

Restringir a sua escolha e negociar um preço

Depois de restringir a sua escolha para 2 ou 3 pianos cujos tom, toque e aparência lhe apelam, negoceie um preço com o vendedor. Cada piano deve vir com um banco e pelo menos uma afinação grátis.

Garantia

Perguntar se a garantia pode ser transferida para um proprietário diferente se decidir vender o piano. Isto pode aumentar o seu valor na revenda. Faça uma cópia da garantia e anote que serviços de manutenção são requeridos, por si, a fim de cumprir com os termos. Registe a garantia, caso seja esse o caso.

Inspeccione o piano por um técnico

É um bom investimento ter o piano inspeccionado por um bom técnico. O seu técnico pode fazer a verificação final dos detalhes de que você é inconsciente, como a tensão das cavilhas, da regulação da máquina, de defeitos exteriores e de outros artigos.

Já preparamos pianos para concerto em:

  • Nationaltheater Mannheim.
  • Salle Empire, Hotel de Paris - Place du Casino.
  • Queen Elisabeth Musical Voyage.
  • Sabrata Teatre.
  • Leptis Magna Theatre.
  • Centro Cultural de la Villa de Madrid.
  • Sala Mozart, Auditorio de Zaragoza.
  • L'Auditori de Barcelona.
  • Muziekbouw Aan’t IJ/Holland Festival.
  • Villa Celimontana Roma.
  • Neapolis Festival – Teatro di San Carlo.
  • Le Ciminiere Amphitheatre/Etna Festival.
  • Auditorium Melotti.
  • Halle E, Museumsquartier/Wien Jazz Festival.
  • Roskilde Festival.
  • The Arts Centre - Hamer Hall.
  • Fortaleza do Monte, 20th Macau International Music Festival.
  • Yamaguchi Center for Arts and Media.
  • (...) Ver Portfolio

2014 © Neto Rocha - Técnicos de Pianos. Todos os direitos reservados.
Concepção e alojamento por Samsys Informática